sábado, 4 de fevereiro de 2012

play

gostava que a vida fosse como um jogo, pudesse pausar sempre que necessitasse, recomeçar sempre que perdesse. gostava que a vida fosse apenas carregar nuns simples botões, sem me ter que esforçar, e no fim do jogo, houvesse uma recompensa.
mas quem diz que não há recompensa? haver, há :) mas tens de recorrer a todos os teus esforços, sem puderes fazer pausas ou recomeçar do início. mas nem tudo é justo, e as maiores injustiças são aquelas que tu cometes sem dares conta.

Sem comentários:

Enviar um comentário