domingo, 25 de março de 2012

desculpa se por vezes sou ingénua, se te deixo a mãos abertas, e se sofres por minha causa. eu lamento não estar preparada para isto, e lamento que tenhas ficado naquele estado. lamento que o respeito por alguém não exista, não da minha parte, mas da parte do outro. sinto-me como uma formiga, pequena e sem vantagem. sinto-me perdida, nem sei o que te dizer. sujeitei-te a este espectáculo, quando a última pessoa que merecia passar por isto eras tu. sempre me fizes-te bem, e sempre me apoias-te, e quando chega a minha altura de contribuir, é como se caísse por terra. podes achar que estou a exagerar, mas para mim, nem isto chega para te pedir perdão. 
desculpa se não sou o suficiente.

Sem comentários:

Enviar um comentário