quarta-feira, 25 de abril de 2012

Foste importante? Talvez. Mas há palavras que custam a ouvir e acções que demoram a ser esquecidas. Por vezes não te reconheço, nem a ti, nem a esse tom de voz com que me atacas para me fazeres sentir mais pequena, mais desprotegida. Julgas que és o maior, mas sempre ouvi dizer que quanto mais alto sobes, maior é a queda. Simplesmente vou esperar que chegues ao mais alto dos teus limites, vou-te deixar ganhar confiança em ti, para que te sintas o melhor, o maior, o mais poderoso. Vou-te fazer sentir como se me tivesses vencido, e, é nessa altura, que irei estar atrás de ti, pronta para te empurrar. Irei chamar meio mundo para olharem para ti e para se rirem, para gozarem contigo, para fazerem pouco de ti, para te julgarem como tu me julgas-te. Pensavas que eu não passava de um elo fraco, mas no fim, supero-te! Sublinho a palavra para que fiquem bem assente que tu, não és melhor. E assim, me pergunto, quem ri agora? :D

1 comentário: