domingo, 29 de abril de 2012

Vi-te na festa. Falei-te e mostrei-te um sorriso. Somente isso. Estavas com ela, mas ao mesmo tempo, não parecias estar feliz. Talvez porque algo tivesse corrido mal, ou porque estavas aborrecido. Ignorei, não era meu assunto. Perdi-te de vista, e não te voltei a ver durante esse tempo. Não me importou, eu tinha seguido em frente, e tu sabes disso. Curtia o som, estava com os amigos, estava feliz, alegre. De repente, uma mensagem tua. 'Onde estás?' De momento hesitei em responder, com receio de algumas reações, mas, eras meu amigo, que mal teria? Disses-te que vinhas ter comigo, e vieste mesmo. A tua cara demonstrava tristeza, uma tristeza complicada. Abraçaste-me. Fiquei perplexa sem saber que fazer, porque, nunca me tinhas abraçado daquele modo, muito menos depois de tudo o que se tinha passado. Falas-te baixo, de sussurro, dizias que já não aguentavas mais. Compreendi que terias de ter calma, e contas-te a história. Entendi, peguei-te na mão, e levei-te a dançar. Conseguis-te mostrar-me um sorriso, e passámos a noite, felizes, como bons amigos. Na altura de me ir embora, despedimo-nos. E mais tarde, recebo uma mensagem 'Obrigado, miúda :)'.

5 comentários:

  1. Obrigada por seguires o meu blog :) Sigo* ah e adorei o blog

    ResponderEliminar
  2. Obrigada por me seguires, sigo o teu blog também :')

    ResponderEliminar
  3. Maravilhoso blog e historia :)

    ResponderEliminar