quinta-feira, 17 de maio de 2012

Muitas das vezes sinto que tudo me está sobre os ombros, toda a gente me deita as culpas em cima! Já nada é como antes, para além de já nada começar a fazer sentido, vou perdendo vontade de vos ter aqui. Está tudo interligado de algum modo, culpam-me de ser como sou. Sou assim tão importante que olhos tenham que estar sempre postos em mim? Irrita ser sempre o motivo de fala de toda a gente. Comentam os meus passos, as minhas atitudes, a maneira como falo, visto, penso. Gente intrometida, sem vida, sem noção. Julgam-me sem saberem metade! Quanto a vos, nada fazem para mudar certas atitudes! Eu faço tudo por vocês, e quando chega a hora de retribuir, é como se eu não existisse. Sabia que as coisas tinham mudado, mas não até ao ponto de (aparentarem) já não ser importante. 

Sem comentários:

Enviar um comentário